Violência Contra Animais é Covardia e Crime, Denuncie. Amar Os Animais é Amar a Si Mesmo. Bem-vindos!

Sarna de ouvido (Otodécica)

Otodécica
 











A sarna otodécica é popularmente conhecida como 
sarna de ouvido.
Vivem na verdade na pele de cães e gatos, mas 
quando a imunidade do animal é afetada, a 
reprodução dos ácaros sai do controle e o corpo não 
consegue mais lidar com eles. 
Eles então migram para os ouvidos, onde prosperam 
em meio à cera e à oleosidade do ambiente. 
O nome científico dos ácaros, minúsculos parasitas 
artrópodes, é Otodectes cynoti.
Infestação
A transmissão desse tipo de sarna ocorre através do 
contato direto com animais infestados. alimentam-se 
de restos epidérmicos e fluidos teciduais da epiderme. 
As infestações agudas estão 
associadas à agitação da cabeça e escoriações. 
A presença dos ácaros está associada à coceira constante. 
O excesso de cera e o traumatismo causado pelo ato de 
coçar fazem com que os animais desenvolvam otite 
externa, que apresenta uma descarga ceruminosa 
castanho-escura , causa dor e agrava o desconforto.
As otites externas podem ser agravadas pela proliferação 
de micro organismos como bactérias e leveduras. 
O diagnóstico presuntivo baseia-se no comportamento 
do animal e na presença de cerúmen. 
A confirmação é feita através da observação do ácaro 
no interior da orelha com auxílio de um otoscópio ou 
pela remoção do cerúmen e observação em lupa do 
material sob uma superfície escura, onde os ácaros 
aparecerão como partículas esbranquiçadas móveis.
Tratamento
Tratamento consiste em uma terapia medicamentosa
específica escolhida pelo profissional médico veterinário. 
O prognóstico é muito bom, por isso é importante que 
o tutor siga a risca o protocolo medicamentoso.